DA FUNDAÇÃO VITA ET PAX


                              

Sendo Beneditinas pertencemos à grande Ordem de São Bento, cuja Regra seguimos.

Esta Ordem tem sua origem no início do século VI.

Dentro desta Ordem somos associadas à Congregação de Santa Maria do Monte Oliveto, fundada por São Bernardo Tolomei em 1344.

Foi o Abade D. Constantino Maria Bosschaerts, belga, desta Congregação, que iniciou em 1926 a Fundação Vita et Pax, com a finalidade de desenvolver uma Vida Monástica atualizada e de promover a obra pela Unidade dos Cristãos (ecumenismo).

Esta Fundação Beneditina-Olivetana tem como característica unir numa só comunidade dois tipos de membros: as monjas, que são religiosas e fazem Votos Monásticos, e as oblatas que são leigas e se consagram a vida a Deus através da Oblação.

 D.Constantino foi inspirado pela Epístola de São Paulo (Rm.8,6): “A aspiração do Espírito é Vida e Paz ”, estendendo o tradicional lema beneditino PAX (Paz) com a palavra VITA ( Vida).

 

Dom Constantino Bosschaerts
Fundador

VITA et PAX
UMA IDEIA NASCIDA NA GUERRA

Vita et Pax é um movimento que nasceu em 1924, na Bélgica, no Mosteiro Regina Pacis, logo depois da Primeira Grande Guerra. Era uma corrente espiritual de união, de paz, de fraternidade e compreensão entre as pessoas e, consequentemente, entre as nações. O começo do movimento foi cercado de incompreensão. Mas, a determinação do monge beneditino Constantino Bosschaerts foi maior que a barreira existente.

O monge idealizador da Fundação Vita et Pax, de monjas e oblatas, reunia em sua casa, em Antuérpia, muitos amigos. Em tais reuniões falava de suas idéias. Um de seus maiores incentivadores foi o Núncio Apostólico da França, Monsenhor Roncalli, que mais tarde se tornaria o grande Papa João XXIII. Dom Constantino logo pensou na criação de escolas que oferecessem às crianças, desde cedo, as idéias fundamentais de VITA et PAX ( vida e paz). Ele mesmo desenhou a planta de como deveria ser uma escola, em qualquer parte do mundo.

    

 

Dom Aparício

O Berço de uma Inovação Didática

Em 1950, o monge brasileiro Dom Aparício visitou Antuérpia, Bélgica. Ele se entusiasmou com o movimento VITA et PAX e incentivou monjas e oblatas a montar uma escola, em Ribeirão Preto, SP. Tudo começou em 1952, depois das escolas na Inglaterra e na Bélgica.

As fundadoras monjas e oblatas : Madre Bernarda, Irmã Clara, Irmã Pia e Miss Margareth, que não falavam Português e conheciam o Brasil apenas pelo mapa, chegaram em fevereiro de 1952. Em 31 de março, a escola inicia as aulas com as primeiras alunas. A primeira turma, constituída de quinze meninas, seria o começo da “escola sob medida”, um princípio pedagógico que nascera na Europa e começava a chegar ao Brasil. A escola passa a se amoldar ao aluno, incentivando a criança a ser ela mesma, proporcionando-lhe chances de desenvolver-se plenamente para se tornar um CIDADÃO. 

 



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!